| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O CANGAÇO EM FOCO
Desde: 28/02/2011      Publicadas: 855      Atualização: 09/11/2013

Capa |  ARTE & CULTURA DO CANGAÇO  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CORDEL E POESIA SERTANEJA  |  CRÔNICAS  |  DESTAQUES  |  ESTUDOS SOBRE O CANGAÇO  |  EVENTOS SOBRE O CANGAÇO  |  GUERRAS ADJACENTES AO CANGAÇO  |  HISTÓRIA DO CANGAÇO  |  HISTÓRIAS SERTANEJAS  |  JORNALISMO & CANGAÇO  |  LITERATURA & CANGAÇO  |  LIVROS A VENDA  |  MEUS ARTIGOS  |  MEUS COMENTÁRIOS  |  MULHERES NO CANGAÇO  |  NAS ANDANÇAS DO MEU LIVRO  |  PERSONAGENS DA ÉPOCA  |  TEXTOS DA ÉPOCA DO CANGAÇO


 PERSONAGENS DA ÉPOCA
  12/11/2011
  0 comentário(s)


HOMENAGEM AO TENENTE JOÃO BEZERRA

O Batalhão Tenente João Bezerra da Silva - 3º BPM, relata um pouco a passagem de um dos homens que marcaram a briosa Polícia Militar de do Estado de Alagoas.
HOMENAGEM AO TENENTE JOÃO BEZERRA
HOMENAGEM AO TENENTE JOÃO BEZERRA

O Batalhão Tenente João Bezerra da Silva - 3º BPM, relata um pouco a passagem de um dos homens que marcaram a briosa Polícia Militar de do Estado de Alagoas.


UM PERSONAGEM DA HISTÓRIA DO BRASIL

1º Ten. da PMAL - João Bezerra da Silva


TRAJETÓRIA

Nasceu no dia 24 de junho de 1898, na Serra da Colônia, Município de Afogados da Ingazeira - Estado de Pernambuco. Seus pais: Henrique Bezerra da Silva e Marcolina Bezerra da Silva, eram pequenos fazendeiros e tiveram sete "lhos.

Com vontade de aprender a ler, trazia consigo sempre, uma "carta de ABC" (cartilha) e um "ponteiro" (lápis). Aos oito anos, já ajudava seu pai na agricultura e na criação de animais.

Aprendeu a atirar com Manoel Batista de Morais, popularmente conhecido como Antônio Silvino, "O Rifle de Ouro", também de Afogados da Ingazeira/PE, que era primo de João Bezerra em segundo grau, tornando-se em um exímio atirador. Antonio Silvino foi conhecido no sertão como o mais famoso cangaceiro do Nordeste antes de Lampião, sendo ainda testemunha do assassinato do jornalista João Dantas na penitenciária de Recife, que era o assassino do ilustre paraibano João Pessoa, contrariando a versão oficial da época de que dizia ter sido suicídio.

Aos quatorze anos, Bezerra fugiu de casa para o Recife/PE. Já demonstrava uma personalidade marcante, corajosa e propensa à aventura. Um menino sertanejo, desbravando a Capital. A partir daí, foi carregador de carvão de pedra no cais do porto; ajudante de soldador; assentador de dormentes em linha férrea; trabalhador de pedreira e de lavoura. Após um ano, voltou para casa e montou um comércio (uma pequena bodega), onde vendia de tudo.

Tempos depois, foi forçado a sair do seio familiar; indo trabalhar com um dos maiores inimigos de Lampião, o famoso Coronel José Pereira, em Princesa/PB, de onde partiu para o Estado das Alagoas. Iniciou sua carreira em 1919, na Policia Militar de Alagoas, como policial contratado para integrar as "volantes", sendo incorporando definitivamente, em 29 de março de 1922, onde permaneceu por 35 anos e 07 meses.

Casou-se com Cyra Gomes de Britto, em Piranhas/AL, no ano de 1935.
Foi Maçom, alcançando o 18° grau na instituição em que participava.


19 Nomeações de comando, incluindo o de Comandante da Corporação (Apesar de não estar incluído no histórico de comandantes da Polícia Militar de Alagoas, deve ter assumido o Comando Geral em algum espaço entre nomeações deixados por algum comandante entre 1950 e 1954);

12 Nomeações para delegado, em várias cidades de Alagoas;

Participação como "Chefe de Volante" por um período de 12 anos, travando 11 combates com os grupos de cangaceiros chefiados por: Luiz Pedro do Retiro, Corisco, Gato, Zé Baiano, Português, Manoel Moreno, Moita Brava e por último com o famoso Lampião, o mais importante desses combates, que foi travado na Grota de Anjicos, atual Município de Poço Redondo, em Sergipe, no qual ocorreu a morte de Virgulino Ferreira da Silva (Lampião), sua companheira Maria Gomes de Oliveira (Maria Bonita), e dos cangaceiros: Luiz Pedro, Quinta-feira, Elétrico, Mergulhão, Enedina, Moeda, Alecrim, Colchete e Macela.

Participação de diversas missões fora do Estado, com o contingente alagoano, nas Revoluções de 1925, 1930 e 1932;


Nomeação como Prefeito Interventor da cidade de Piranhas/AL, no ano de 1933.

Durante a sua vida militar, recebeu diversos elogios por seu desempenho nas missões em que participou, conforme foram publicados nos boletins da Policia Militar de Alagoas. Entre eles:

Elogio do Comandante da Corporação;

Elogio do Interventor Federal;

Elogio do Governador do Estado;

Elogio do General de Exército;

Elogio do Presidente da República.


Era obstinado, desbravador e estrategista. Cidadão honrado, decidido, extremamente observador, perspicaz e de muita fé. Seus passos foram cuidadosamente planejados, prevalecendo sempre a sensatez e a dignidade. Incansável na luta contra o banditismo. Seus contemporâneos sabiam do seu empenho, da sua responsabilidade e do seu valor: Nada em sua vida parecia ter sido por acaso.


JOÃO BEZERRA E O "CANGAÇO"

Por volta de 1918, final da Primeira Guerra Mundial, o governo brasileiro, deparava-se com um sério problema: o Cangaço no Nordeste. Liderados por homens como Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião, bandos com cerca de quarenta homens aterrorizavam as vilas e povoados das cidades sertanejas nos interiores dos estados nordestinos.

Sem estrutura de transporte e de pessoal correlacionado ao difícil acesso a essas cidades, as polícias dos estados organizam grupamentos com cerca de cinqüenta homens, denominados de "Volantes" que, bem armadas, saiam da capital e percorriam as cidades sertanejas à procura dos bandos de cangaceiros.

Durante vinte anos, foram várias as investidas realizadas pelas polícias de Alagoas, Pernambuco, Bahia, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará sem êxito, até o dia 28 de Julho do ano de 1938, quando uma volante composta por 49 homens, comandada pelo Tenente PM João Bezerra da Silva, na época delegado e morador do município de Piranhas/AL, auxiliado pelo Aspirante a Oficial PM Ferreira de Melo e o Sargento Aniceto Rodrigues e mais quarenta e seis homens, munidos de fuzis e metralhadoras, conseguiram acabar de vez com Lampião e seu bando.

Após dias no encalço e com informações detalhadas sobre a localização dos cangaceiros, colhidas de um cidadão chamado Pedro Cândido, no município alagoano de Piranhas, a Volante da PMAL fez então o cerco e, durante às quatro horas daquela madrugada de quinta-feira, no atual município de Poço Redondo, antigo distrito de Porto da Folha, estado de Sergipe, em um esconderijo no lugar chamado Grota dos Angicos, começa a batalha que põe fim à vida de Lampião, sua companheira Maria Bonita e mais nove cangaceiros, deixando ainda o militar Adrião Pedro de Souza morto e mais dois feridos, entre eles o Tenente João Bezerra.

Mais ou menos trinta dias depois do massacre de Angicos, a maioria dos cangaceiros remanescentes de outros bandos já haviam se rendido, permanecendo na ativa apenas os grupos de Labareda e de Corisco (que era natural de Água Branca/AL), mas sem fealizarem grandes ações, sendo este último morto em 25 de maio de 1940, fechando então o ciclo do cangaço no Nordeste.

Após o massacre, como de costume na época, para provarem o grandioso feito, os cangaceiros tiveram suas cabeças decepadas e expostas em várias cidades de Alagoas, seguindo após para Salvador/BA e de lá para o Rio de Janeiro, de onde retornou à capital baiana para a realização de estudos científicos.
  Web site: www.pm.al.gov.br/3bpm/joao.html  Autor:   www.pm.al.gov.br


  Mais notícias da seção HISTÓRIA no caderno PERSONAGENS DA ÉPOCA
16/06/2013 - HISTÓRIA - Romeu Menandro da Cruz
Romeu Cruz transformou-se em cem combatentes e impediu a entrada dos bandidos na rua em que estava o seu piquete, o qual ficava onde se localizava a igreja do Sagrado Coração de Jesus, a qual infelizmente não existe mais....
26/09/2012 - HISTÓRIA - Zacarias Sitônio
Frequentei bastante a residência de Zé Cavalcanti e dona Lina no bairro Miramar, na capital paraibana. Gostava de ouvir as potocas e piadas do velho sertanejo natural de São José de Piranhas....
11/06/2012 - HISTÓRIA - Grande idealista nordestino
A história de vida do cearense Delmiro Gouveia, um pequeno comerciante de algodão e couro no interior de Pernambuco, que alcançou grande projeção e notoriedade em todo o Nordeste, tem início com a instalação, em 1903, de uma minúscula fábrica de linhas de coser (com a marca "Linhas Estrela"), na localidade denominada Pedra, em pleno sertão alagoano...
29/10/2011 - HISTÓRIA - MARIA DE ARAÚJO, A BEATA DO MILAGRE
No longínquo Juazeiro, aquela época distrito do Crato, pequeno lugarejo encravado no Cariri cearense, começava-se a contar uma história de fé que abalaria grande parte do sertão do nordeste brasileiro....
28/10/2011 - HISTÓRIA - Manoel de Souza Neto
Manoel de Sousa Neto ficou muito famoso pelos inúmeros combates travados contra os cangaceiros chefiados por Virgulino Ferreira da Silva....
18/10/2011 - HISTÓRIA - Os Lantyer, de Queimadas
João Lantyer, segundo à direita, com seu "Ford Bigode". Na extrema direita, o mecânico Patápio. Foto de 1928. Possuiu-o por pouco tempo. Vendeu-o para atender ao pedido da esposa, que temia que, em suas viagens, fosse novamente abordado por Lampião. Informação de Antonio Lantyer, seu filho, in Chalé Lantyer...
05/09/2011 - HISTÓRIA - MANOEL GONÇALVES DE ABRANTES " BIOGRAFIA DE UM LÍDER DO SERTÃO PARAIBANO
Manoel Gonçalves de AbrantesFaleceu o ilustre sousense em 09.11.1973, na cidade de Sousa-Pb, em virtude de complicações decorrentes da doença de Alzheimer....
27/08/2011 - HISTÓRIA - A Traição de Izaias Arruda
A história do cangaço nordestino nem sempre foi possível a construção duradoura de amizades consideradas sólidas. Amigo era quase sempre um artigo que tinha vida efêmera. Não eram amigos apenas cúmplices. Um evidente jogo de interesse que transcorria ao sabor dos acontecimentos....
23/08/2011 - HISTÓRIA - MORTES DE JOÃO DANTAS E AUGUSTO CALDAS - SUICÍDIO OU DUPLO HOMICÍDIO?
A versão oficial da morte de João Dantas e seu cunhado, Augusto Caldas, na cela da Casa de Detenção do Recife, dizia que, no dia 06 de outubro de 1930, o primeiro matou o segundo, com sua concessão, e depois praticou suicídio, utilizando uma lâmina de bisturi. A família dos dois jamais acatou essa informação, tanto que Joaquim Moreira Caldas, irmão...
15/08/2011 - HISTÓRIA - Chico Heráclio, o último Coronel.
Francisco Heráclio do Rego e Virginia Xavier de Moraes Rego Foto de L. Piereck. Acervo Fundação Joaquim Nabuco...
02/08/2011 - HISTÓRIA - Profª. Letícia de Campos Góes
Em 09 de junho de 1903, nascia em afogados da Ingazeira - sítio Sobreira -, a menina Letícia, filha do Cel. Luiz Alves de Góes e Mello e de dona Petronila de Siqueira Campos do Amaral Góes....
30/07/2011 - HISTÓRIA - ANAYDE BEIRIZ, UMA MULHER A FRENTE DO SEU TEMPO
Anayde Beiriz, (1905/1930), a exemplo de uma Frida kahlo; de uma Simone de Beauvoir; de uma Patrícia Galvão, de pseudônimo Pagu, ou de uma mítica Branca Dias, heroína do Brasil Colonial, só para ficarmos nesses exemplos, foi mulher muito adiante do seu tempo....
13/07/2011 - HISTÓRIA - 13º PREFEITO DE POMBAL - Janduhy Vieira Carneiro - 1930 a 1936
No dia 26 de julho acontece o assassinato do Presidente da Paraíba, João Pessoa, em Recifé-PE, que concorria como vice-presidente na chapa do candidato a Presidente da República, Getúlio Vargas. João Pessoa foi morto antes de completar o segundo ano no governo paraibano....
11/07/2011 - HISTÓRIA - A Revolução de 1930 em Sergipe os Interventores
O presidente Manoel Dantas elegeu seu sucessor na presidência do Estado, o comerciante Francisco de Souza Porto, experiente político oriundo do município de Nossa Senhora das Dores, por várias vezes deputado estadual, presidente da Assembléia, casado na família dos trucidados de Araraquara, episódio de violência da chamada República Velha, em São P...
04/07/2011 - HISTÓRIA - Horácio de Matos
Horácio Queirós de Matos (Chapada Velha de Brotas de Macaúbas, 18 de março de 1882 " Salvador, 15 de maio de 1931) foi um político e coronel do sertão baiano da primeira metade do século XX....
04/06/2011 - HISTÓRIA - PADRE ANTÔNIO MARQUES DA SILVA GUIMARÃES.
UMA LEGENDA NA HISTÓRIA RELIGIOSA DE POLÍTICA DE SOUSA. PRIMEIRO PREFEITO DE SOUSA EM 1854, FOI AMASIADO E TEVE 14 FILHOS COM MARIA DA CONCEIÇÃO GOMES MARIZ, SEM ABANDONAR A BATINA....
31/05/2011 - HISTÓRIA - Biografia de Euclides da Cunha
Janeiro, 20. Euclides da Cunha nasceu na fazenda Saudade, no arraial de Santa Rita do Rio Negro (hoje, Euclidelândia), em Cantagalo (RJ),...
26/05/2011 - HISTÓRIA - Antônio Conselheiro
Nasce na Vila do Campo Maior de Quixeramobim, Província do Ceará, Antônio Vicente Mendes Maciel, nome de batismo daquele que mais tarde ficaria célebre como Antônio Conselheiro. Era filho de Maria Joaquina de Jesus e Vicente Mendes Maciel. Segundo o escritor João Brígido, que foi amigo de infância de Antônio, os Maciéis era uma "família numerosa de...
18/05/2011 - HISTÓRIA - PERSONALIDADES CEARENSES - PADRE CÍCERO, O "SANTO" EXCOMUNGADO
ENTERRO DE PADRE CÍCERO EM 1934 ...
04/04/2011 - HISTÓRIA - Floro Bartolomeu da Costa
Floro Bartolomeu chegou ao Ceará em 1908, atraído pela mina de cobre de Coaxá no município de Aurora, mas acabou fixando moradia em Juazeiro do Norte onde adquiriu uma farmácia e passou a atender a população....
23/03/2011 - HISTÓRIA - Floro Bartolomeu
Floro Bartolomeu da Costa (Salvador, 17 de agosto de 1876 " Rio de Janeiro, 8 de março de 1926) foi um médico e político brasileiro, filho de Virgílio Bartolomeu da Costa e Carolina Costa....
06/03/2011 - HISTÓRIA - Franklin Távora
Franklin Távora Academia Brasileira de Letras...



Capa |  ARTE & CULTURA DO CANGAÇO  |  ARTIGOS DE OUTROS AUTORES  |  CORDEL E POESIA SERTANEJA  |  CRÔNICAS  |  DESTAQUES  |  ESTUDOS SOBRE O CANGAÇO  |  EVENTOS SOBRE O CANGAÇO  |  GUERRAS ADJACENTES AO CANGAÇO  |  HISTÓRIA DO CANGAÇO  |  HISTÓRIAS SERTANEJAS  |  JORNALISMO & CANGAÇO  |  LITERATURA & CANGAÇO  |  LIVROS A VENDA  |  MEUS ARTIGOS  |  MEUS COMENTÁRIOS  |  MULHERES NO CANGAÇO  |  NAS ANDANÇAS DO MEU LIVRO  |  PERSONAGENS DA ÉPOCA  |  TEXTOS DA ÉPOCA DO CANGAÇO
Busca em

  
855 Notícias